Obesidade infantil pode prejudicar ossos e articulações

Diabete. Pressão Alta. Problemas no coração. Essas são algumas das consequências causadas pela obesidade, seja em crianças ou adultos. Mas você sabia que o excesso de peso também prejudica os ossos e articulações dos pequenos?

O médico ortopedista Davi Nordon explica que uma criança obesa pode ter doenças nos joelhos ou costas que só deveriam aparecer na velhice. Ele destaca algumas dessas dificuldades que podem aparecer e comprometer a qualidade de vida.


E os números mostram um aumento muito grande no índice de excesso de peso entre crianças e adolescentes. De acordo com pesquisa do IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística -, no Brasil, uma a cada três crianças, de até 12 anos, está acima do peso. Um estudo do Ministério da Saúde, de 2019, aponta que o índice de sobrepeso em crianças é de mais de 16%, a obesidade está na casa dos 9,30% e obesidade grave ultrapassa os 5%.


Doutor Nordon explica que a obesidade é sim um problema de saúde pública tanto no nosso país, quanto no mundo. Mas destaca que, no caso das crianças, as famílias têm muita responsabilidade na mudança de hábitos de vida, com uma alimentação saudável e exercícios físicos. Ele conta que os pequenos não têm autonomia para comprar os alimentos que serão consumidos em casa. Portanto, os pais precisam ser o exemplo.


De acordo com o Ministério da Saúde, a obesidade infantil é resultado de uma série de fatores genéticos e comportamentais. Outros motivos que podem contribuir são a nutrição inadequada da mãe na gestação, aleitamento materno de curta duração e introdução de alimentos de forma inadequada.



17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo