Bolsonaro diz que 'ninguém interfere' em decisões das Forças Armadas sobre punições

No mesmo dia em que Exército arquivou processo envolvendo ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que é comum instituição optar por não representar contra militares. Em sua live semanal, Bolsonaro afirmou que "ninguém interfere" em decisões de punição nas Forças Armadas.


O processo contra Pazuello tinha como objetivo apurar a participação do ex-ministro em um ato político com o presidente.

Alvo de críticas pela suposta morosidade na aquisição de vacinas e pela crise de abastecimento de oxigênio no Amazonas, Pazuello é um dos principais alvos da CPI da Covid. Sua nomeação já foi criticada publicamente pelo relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), que condenou o fato de Bolsonaro ter colocado um militar para comandar a Saúde, em vez optar por um nome da área.

Fonte: Extra





2 visualizações0 comentário