Aux. Brasil vai pagar pouco aos mais vulneráveis e mais a quem menos precisa, avaliam especialistas

O Auxílio Brasil, novo programa social que pretende substituir o Bolsa Família, tem o objetivo de aumentar o valor dos pagamentos, assim como a base de beneficiários. No entanto, nenhum desses números foi definido ainda.


O que se sabe até agora é que a reformulação inclui três modalidades para crédito, além de bônus adicionais de acordo, por exemplo, com os desempenhos acadêmico e esportivo.


Apesar de o presidente Jair Bolsonaro ter anunciado a intenção de pagar R$ 400, em média, há uma queda de braço entre a ala política e a econômica do governo. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, afastou a ideia na semana passada. Ele disse que "o Bolsa Família virá dentro do teto de gastos, com um valor médio planejado em torno de R$ 300”.

Fonte: Extra




3 visualizações0 comentário