Após Anvisa determinar devolução de lotes da Coronavac, RN monitora situação de 55 pessoas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou o recolhimento dos 25 lotes da vacina CoronaVac que foram interditados de forma cautelar no início deste mês. Segundo a Anvisa, a medida foi tomada após a constatação de que os dados apresentados pelo laboratório não comprovam a realização do envase do imunizante contra a Covid-19 em condições satisfatórias de boas práticas de fabricação.


Ao todo, foram interditadas 12,1 milhões de doses produzidas pelo laboratório chinês Sinovac em uma fábrica não inspecionada e aprovada pela Anvisa. Desse total, o estado de São Paulo já aplicou 4 milhões de doses.

É bom ressaltar que a vacina CoronaVac permanece autorizada no Brasil e possui relação benefício-risco favorável ao seu uso no país, desde que produzida nos termos aprovados pela Anvisa.

Fonte: JB




1 visualização0 comentário